CFL @ 09:57

Sab, 20/05/06

"O desaparecimento da vaca "Cowpyright", da autoria de Paulo Marcelo, uma das 101 esculturas de fibra de vidro que integram a exposição CowParade, desaparacida na madrugada de quarta-feira do Campo Pequeno, foi desvendado esta sexta-feira por uma empregada do Pólo Universitário da Ajuda, que encontrou a estátua à porta da Faculdade de Veterinária."

In Correio da Manhã

 

 

Era uma vez um artista. E esse artista dedicou uma (grande, concerteza) parte do seu tempo a pintar uma vaca em tamanho real. E (também concerteza) estava feliz por assim ter contribuído não só para divulgar a arte e a cultura entre a população lisboeta como também por estar a contribuir para uma causa social.

 

Mas era uma vez alguém. Alguém que não respeita o trabalho dos outros e que não respeita a arte. Alguém que, pior do que tudo isso, raptou a vaca, agrediu-a e abandonou-a, ironicamente, à porta da Faculdade de Veterinária. Alguém que, enquanto concerteza se divertia a destruir não pensou que a vaquinha podia vir a ajudar a ACAPO, a AMI, a APAV, o Chapitô, a Cruz Vermelha Portuguesa, o Espaço T, os Escoteiros de Portugal, a Liga dos Bombeiros Portugueses e ainda alguns projectos da Sic Esperança.

 

Na Idade Média, os ladrões de galinhas eram publicamente castigados. Cortavam-lhes as mãos. Em 2006, em Lisboa, alguém roubou uma vaca solidária, apenas para estragar, e deve estar a rir-se.

 

E isso é triste.

 


sinto-me: Triste com a falta de civismo

Maio 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
18
19

21
22
23
24
25
27

28
29
30
31


Portugueses aqui
online
Portugueses desde 28Set2008
free hit counter
hit counter
Arquivo de Ideias
Procurar ideias
 
Portugueses que me recomendam
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
blogs SAPO