CFL @ 10:36

Qui, 29/06/06

«O projecto socialista prevê que as listas eleitorais «não podem conter mais de dois candidatos do mesmo sexo colocados, consecutivamente, na ordenação da lista», como forma de evitar situações em que seja cumprida a quota imposta, mas relegando as candidatas para o fundo das listas, em lugares não elegíveis.»

In Diário Digital

 

Não queria insistir mas este parágrafo absolutamente ridículo de uma notícia totalmente hilariante obriga-me a fazê-lo. Podia até argumentar com a CRP (arts . 48.º e seguintes) mas não vale a pena porque em 30 anos de CRP nunca se viu um governo tão desconhecedor, ou na verdade, tão desrespeitador dela. Argumentarei com o ridículo da proposta, que mais uma vez impõe que se eleja alguém que pode não estar apto à função que virá a desempenhar só porque é mulher. Porquê insistir?

 

Sim, sem qualquer ilusão, poderá não ser fácil ascender politicamente, poderá não ser fácil, para uma mulher, mostrar aquilo que vale. Mas, quanto a mim, só o merecerá fazer aquela que realmente o conseguir. Por mérito próprio. Não porque é mulher.

 

Resta esperar até que os Senhores Deputados socialistas e do Bloco de Esquerda percebam que, tratando-se de uma lei orgânica, são necessários dois terços para acabar com esta insistente ofensa à minha condição de mulher.

 

 


sinto-me: ofendida, mais uma vez

kaos @ 12:39

Qui, 29/06/06

 

Também sempre fui contra essa lei ridicula. Agora compreendo que o que desejam é não juntar muitos homens por a homosexualidade estar a aumentar muito no nosso país. Assim com uma mulher ao pé os dois homens vão ter de se conter.

Junho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
28
30


Portugueses aqui
online
Portugueses desde 28Set2008
free hit counter
hit counter
Arquivo de Ideias
Procurar ideias
 
Portugueses que me recomendam
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
blogs SAPO