CFL @ 23:03

Dom, 05/07/09

 

Diligências processuais em Portimão.

 

 


Tags:


CFL @ 11:45

Seg, 04/05/09

... que já ando nisto há algum tempo quando leio no Formare comunicados sobre o exame final relativo ao 1.º Curso de Estágio de 2007. E o meu... é já a seguir!


Tags:


CFL @ 12:46

Ter, 31/03/09

E de repente... É como chegar a uma encruzilhada, é estar verdadeiramente no local onde temos de escolher um caminho. Qual caminho? Qual caminho quando os dois têm tanto para oferecer? Como pesar os prós e os contras? Como ganhar coragem para arriscar o incerto e trocar o certo por um verdadeiro sonho? Como, de repente, deitar fora o que sonhei conquistar (e conquistei) e voltar a arriscar outra conquista? Como sair deste lugar seguro? A verdade é que eu sei... Sei que não consigo estar sempre aqui, sei que esta calma e todas as perspectivas dela são boas. Mas sei que não consigo estar sempre aqui, sei que quero mais.

Mas o mais de um sonho pode significar muito menos de uma certeza. Se não fossem outros sonhos... arriscava sem pensar mais. Afinal, foi isso que eu sempre quis. Mas e o resto? E o sonho que construí? Ainda não é altura de acordar deste sonho. Ainda é cedo para arriscar. Mas... e se depois for tarde demais e só acordar ao anoitecer? E se tiver perdido as forças para arriscar? E se estiver demasiado confortável para me levantar deste lugar e pisar um caminho desconhecido? Apenas o meu sonho a guiar o caminho. E se afinal o sonho não estiver lá? É sempre cedo para voltar a sonhar... Mas pode ser tarde para certos sonhos. E porquê agora? E se me arrepender de ter sonhado? E se me arrepender de ter ficado? E se adiar demasiado o início de outra viagem?

 

Ainda não posso saber. Ainda estou confortável demais. Ainda não tenho o que preciso para arriscar. E mesmo quando esta cadeira se torna um pouco menos confortável... Ainda é cedo para me levantar. Pois eu sei que vou acabar por escolher outra aventura, pois eu sei que o sonho que sempre sonhei não vai parar de chamar por mim. Só não sei quando. Mas quando esse dia chegar, sei que, mesmo que pareça tarde, vai ser o momento certo. Hoje, amanhã, para o ano ou para o outro. Nesse dia vou voltar a arriscar outro sonho. O meu sonho. E vou conseguir.

 


Tags:


CFL @ 10:06

Sex, 14/11/08

Começou mal. Julgamento às 14:30h a 350km de distância. Muito bem, são 8:30h e já estou pronta para sair de casa, vou só ali buscar as chaves do carro... chaves do carro? Chaves do carro onde? Onde estão as chaves do carro? Pois, não estão. Não há chaves do carro para ninguém, ficaram noutro carro que está a 50km de distância mais trânsito. E o processo está todo na bagageira. O processo, os códigos, a toga, o julgamento inteiro não pode acontecer sem este carro. "Amiga!? Tens de me trazer as chaves!"... claro que sim, mas são 50km mais trânsito mais acidente na CREL. Ok. Respira. Assim como assim, o julgamento é só às 14:30h... E já são 10h da manhã! "Se te ligarem do escritório, não atendas!" Medo. 10:30h... as minhas chaves!! Obrigada, obrigada, obrigada amiga por estes 100km (ir e voltar) mais trânsito mais acidente na CREL mais chegar atrasada ao teu próprio escritório! Às 14:15h estamos no tribunal para perder o que já sabíamos que íamos perder. Francesinha ao almoço para fazer valer a pena a viagem e estamos de volta a Lisboa a tempo de jantar. Missão cumprida.

 

Depois... apenas um momento de sonho temperado pelo reflexo da Lua no Tejo. Um pouco de medo e muita, muita dúvida. Às vezes, a certeza desse medo, outras vezes, o medo de me enganar. E a falta de coragem. Minha. Só minha ou, talvez, também tua? Esta calma... e este tremer simultâneos... estas palavras que pronuncio devagar enquanto o estômago não pára de saltar. E está tudo tão bem assim! Não é preciso mais nada. Por enquanto. Basta deixar que a Lua dê o seu passeio no Tejo e esperar que tudo aconteça, se assim tiver de ser.

 

Mas depois... o erro que acabo sempre por fazer. O erro que não podia ter acontecido e que me deixa sem saber para onde ir. Estava tudo tão bem assim!... E agora?...

 

Esta semana começou mal.

 




CFL @ 00:14

Ter, 07/10/08

 

Oito horas de viagem versus uma hora de julgamento. Ah, Sr.ª Dr.ª, sabe... é que o meu cliente tem oitenta anos e não ouve, não vê e mora a 50 metros do tribunal mas não pode sair de casa... assim como assim, a Sr.ª Dr.ª vai perder de qualquer forma porque isto já prescreveu há dois anos (mas diga-se que o meu cliente não deve nada!). Qual é a doença dele? Pois, é velhice, o que é que se há-de fazer? Pois, então, se quer confirmar a doença permanente, mande lá o médico a casa e volte para o mês que vem para mais oito horas de viagem. Ao menos, depois pode ir comer francesinhas à Ribeira.

 


Tags: ,


CFL @ 10:02

Seg, 18/08/08

 

Acordo às 8:00h, enganada pela funcionária da Ensitel que me acertou o relógio do telemóvel novo com uma hora de avanço e o stress de chegar atrasada, de que já tinha saudades, deu lugar a mais uns minutos de ronha... Afinal de contas, cheguei a casa às 2:00h da manhã! É o primeiro "regresso ao trabalho" e o primeiro regresso ao trabalho é bem mais difícil que o primeiro dia de trabalho, há já um ano atrás. Hoje não sei o que vestir, nenhuma camisa me agrada. Troco de roupa três vezes e não acerto com o penteado. Acabo por desistir de toda a roupa que já tinha arranjada e vou engomar outras calças e outra camisa. Ao fim de tantos dias não sei como recuperar a minha apresentação profissional e só me apetece vestir a roupa que está amarrotada na mala de viagem. Tudo isto me parece tão distante mas tudo isto me é tão familiar. É tudo tão diferente e tão deliciosamente igual.

 

E que saudades que eu já tinha do meu carro! Dos sons da manhã. E como se o próprio Universo me quisesse ajudar, hoje está um lindo dia de Setembro. Está tudo tão deliciosamente diferente e é tudo tão igual! O Allgarve 2008 deu lugar à Lisboa 2008/2009 e algo me diz que esta Lisboa tem muitas surpresas para mostrar. Pois está tudo tão deliciosamente diferente e igual.

 




CFL @ 20:49

Sex, 18/07/08

Qual é a probabilidade de ir de férias no mesmo avião que o nosso chefe?

Pelos vistos, é muita.

Eu é que não sabia.


Tags: ,


CFL @ 14:37

Qui, 17/07/08

 

É esta luz e este azul. É este brilho que ilumina o dia. É o rio lá ao fundo e este chão tão pertinho dele. É este céu, esta cor, este cheiro. São todos os sons que chegam ao Rossio. É este vai-vem de gente. E o céu que acaba já ali no rio, aqui tão perto.

Toda a alegria, toda a tristeza de todas as vidas que aqui passaram.

E aqui, tão perto do rio onde começa o céu, é esta vida que me dá vida.

 

 

 

 



Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
28
29
30
31


Portugueses aqui
online
Portugueses desde 28Set2008
free hit counter
hit counter
Arquivo de Ideias
Procurar ideias
 
Portugueses que me recomendam
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
subscrever feeds
blogs SAPO