CFL @ 03:59

Sab, 29/09/07

Conversa telefónica esta tarde:

 

- Olá! Daqui é o XPTO da JSD!

- Sim?!

- Já deves saber porque estou a ligar...

- Por acaso até faço uma ideia...

- O teu voto é muito importante!

- Ah, mas é que eu não paguei as quotas!

- Não?? Deixa cá ver... Hum... olha que pagaste!! Está aqui que pagaste!!

- Ah, que bom obrigada.

 

Não sei quem me pagou as quotas. Mas também não lhe rendeu de nada. Perdi 10 minutos e fui votar. Calmamente desenhei cruzinhas em todos os quadradinhos em branco de cada boletim de voto. Quando não há escolha possível (e já que tinha as quotas pagas) vota-se nos dois ao mesmo tempo.

 

Porque, de certeza que este não é o PSD em que acredito.

E enquanto assim for, vou continuar a não pagar as quotas.

Parece que alguém as vai pagando por mim...

 

 




CFL @ 20:44

Sex, 02/02/07

«No último mês, os dois maiores partidos desceram nas intenções de voto. Em contrapartida, o primeiro-ministro e o Governo aumentaram a popularidade. São conclusões de um estudo realizado este mês pela Eurosondagem para a SIC, Expresso e Rádio Renascença.»

In Sic Online

Quando penso que já nada me pode surpreender, quando acho que batemos no fundo, há sempre alguma coisa que me faz ter a certeza que este quadro ainda não é o pior... Há muito pior. Um Primeiro-Ministro pomposo, um Ministro desbocado, uma Ministra quase tirânica, um outro Ministro ávido para nos ir ao bolso... tudo por mais 6 anos em vez de apenas 2! E fico com medo. Muito medo.


sinto-me: com medo...


CFL @ 20:43

Sab, 27/01/07

«Os 18 países que já ratificaram a Constituição Europeia propuseram ontem, em Madrid, o relançamento do diálogo institucional, convidando os restantes Estados membros da UE a melhorar o actual texto. "Nós estamos dispostos a escutar os outros, mas queremos começar pelo tratado que nós assinámos", disse o secretário de Estado para os Assuntos Europeus espanhol, Alberto Navarro, no final da reunião dos "amigos da constituição".»

In DN Online

 

Amigos da Constituição, chamem-me o que quiserem! Afinal está fora de moda ter esta posição tão pouco europeísta... mas, para mim, a única forma de melhorar o texto actual da Constituição Europeia é apagar definitivamente a palavra "constituição" do texto.

 

 




CFL @ 01:25

Seg, 25/12/06

O Sr. António levantou-se cedo, embrulhou os últimos presentes e foi para casa da sogra. Passou depois a tarde inteira em alegres discussões com os cunhados e primos sobre política e futebol enquanto emborcava várias bejecas e a azáfama da cozinha aumentava entre uma filhós e um pudim de manga, as farófias e o IVA do Bolo Rei (o que dirá o Presidente da República disto?!).
Pouco antes da meia-noite – porque os putos não se calavam – lá começou a rasgar embrulhos (“Não estraguem o papel que fica para o ano!” – implorava a sogra) e daí saltitaram relógios e garrafas de J&B, umas meias aos quadrados e um DVD pirata. Nada mal, ao menos a mulher gostou da toalha bordada que lhe deram e do perfume Tobby Hilfiger comprado no chinês. Depois o sogro apagou as luzinhas da árvore de Natal e mandou todos para casa, que já estava farto de os ouvir. Amanhã há mais ao almoço e misturado com o peru e o lombo de porco com castanhas, vozes roucas pelas conversas de hoje continuarão as discussões temperadas por muita teimosia. No fim voltam para casa, com duas notas de 50 euros enfiadas à socapa no bolso pela sogra e felizes por terem passado mais um Natal em família.

sinto-me: Natalícia
música: A Todos Um Bom Natal


CFL @ 17:31

Seg, 11/12/06

O Sr. António foi operado aos rins e por isso esteve de baixa durante 2 meses. Ao voltar ao seu local de trabalho – quer por acaso é um órgão do Estado – deparou-se com duas situações tão surreais mas igualmente tão habituais que já devia estar habituado. Mas como o Sr. António foi operado aos rins e a memória é curta, já não se lembrava.
 
Situação surreal n.º 1:
O Sr. António, que até é chefe, telefona para os serviços centrais daquele Ministério para onde trabalha, para pedir uma nova password para um funcionário.
- Estou?! Eu queria pedir uma password para…
- Ah, isso não é comigo! Vou passar ao colega! - Trim Trim Trim Trim, chama o telefone sem resposta durante dez minutos. Eis senão quando a chamada volta à primeira senhora:
- Ó colega! O meu colega ainda não atendeu?!
- Não!
- Ah, é que ele hoje não ‘tá p’a atender os telefones! É melhor ligar amanhã!
- Amanhã? Mas…
- Só se eu lhe der número directo!
E o Sr. António tenta o número directo… - Trim Trim Trim Trim… Duas horas depois, continua o número directo… Trim Trim Trim Trim
 
Situação surreal n.º 2:
O Sr. António liga para o Centro de Cultura e Desporto daquele Ministério para saber pormenores sofre a festa de Natal.
- Estou? É do Centro de Cultura e Desporto?
- Não! É do CCD!
- Ah, é que eu queria saber como é a festa de Natal…
- Ah, isso não é comigo! Pii, pii, pii, pii
 
 



CFL @ 21:23

Sex, 01/12/06

 
«Começam a revelar-se os factos que parecem ter alterado o destino português. As reuniões de fidalgos realizaram-se no palácio de D. Antão de Almada, ao Rossio (…).
 
«Esta manhã compareceram no Terreiro do Paço, ocultando as armas sob as roupas, e ao tocar das nove assaltaram subitamente o palácio, derrubando tudo quanto se lhes tentou opor.
 
«Rebuscaram na sala do secretário Miguel de Vasconcelos e encontraram-no escondido num grande armário de madeira, onde o executaram sem qualquer troca de palavras. O corpo foi arremessado pela janela para a praça (…). Logo um sem-número de mendigos se lançou sobre ele (…).
 
«Entre o início do assalto e a proclamação do novo rei ao povo mediou um quarto de hora. Assim cai um regime.»
 
«A revolução de Lisboa foi abraçada, com entusiasmo, em todo o país. A província do Alentejo foi a primeira a aderir. (…) Em Coimbra, as cartas idas de Lisboa despertaram o maior entusiasmo. Os estudantes juntaram-se no pátio da Universidade e foi ali que, no dia 6, aclamaram o rei, entre grandes manifestações de júbilo. (…) Em Santarém, fidalgos, clero e povo aclamaram o rei, num grande cortejo cívico que percorreu as ruas da vila. O mesmo sucedeu em Leiria (…). No Porto, a aclamação fez-se no dia 8 (…). As notícias do Porto chegaram a todas as vilas e cidades do Minho, Douro e Beiras e em todas houve verdadeiras explosões de alegria. (…) Em Salamanca mais de quatrocentos estudantes portugueses saíram da cidade em direcção à fronteira portuguesa, gritando pelas estradas: “Viva El-Rei D. João IV!” (…)»
 
                           In «Diário da História de Portugal»,
                           José Hermano Saraiva e Maria Luísa Guerra
                           Selecções do Reader’s Digest, 1998
 
 
Há 366 anos um país inteiro festejava unido a restauração de uma independência perdida durante 60 anos. Hoje…



CFL @ 14:09

Qua, 15/11/06

Quem é a funcionária da Câmara Municipal de Oeiras que não gosta do C.S.A.O. e flagrantemente boicota todos os seus concertos no concelho, escondendo requerimentos e esquecendo negociações?
 
 

sinto-me: Curiosa


CFL @ 20:56

Ter, 24/10/06

“O porta-voz do PS repetiu o discurso de que não houve quebra de nenhuma promessa porque o Programa do Governo associa a manutenção das SCUT "aos indicadores de desenvolvimento socio-económico das regiões em causa, quer no que diz respeito às alternativas de oferta no sistema rodoviário””.
 
Depois de tanto pensar com a notícia anterior, o Sr. António pensou dedicar-se a leituras mais refrescantes. E foi quando encontrou este pequeno excerto.
 
“Ora bolas!” – articulou com dificuldade, enquanto mastigava uns amendoins torrados – “Os portugueses esqueceram-se de ler as letras miudinhas no rodapé do programa do governo!”.
 
Mais uma vez, a culpa é nossa.
 
De sermos burros.


Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
28
29
30
31


Portugueses aqui
online
Portugueses desde 28Set2008
free hit counter
hit counter
Arquivo de Ideias
Procurar ideias
 
Portugueses que me recomendam
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
blogs SAPO