CFL @ 03:25

Dom, 04/02/07

«Tendo surgido dúvidas sobre a articulação da Licenciatura em Direito com 5 anos de Curso com os novos ciclos de estudos resultantes do chamado “Processo de Bolonha”, esclarece-se que nada no regime legal impõe qualquer conversão ou equivalência dessa Licenciatura ao ciclo de estudos, ou mesmo a uma parte do ciclo de estudos, conducente à obtenção do Grau de Mestre.»

Informação sobre o Processo de Bolonha, Conselho Directivo da FDL

 

Quando li e ouvi à boca pequena que supostamente seria dada equivalência de Mestrado à minha querida futura licenciatura de cinco anos (a última com esta duração na FDL ) a primeira reacção foi rir. Em cinco anos nunca nos deram nada, tudo o que conseguimos foi arrancado a ferros e muito suor, lágrimas e Xanax nos custou. E agora iam dar-nos o grau de Mestre assim do nada?! Não! Impossível! A ilusão durou pouco. Aqui não se dá nada a ninguém!!

 

 

 "O que a lei não obriga, nós também não damos (sim, porque nós só damos aquilo que somos mesmo obrigados a dar!)." Até nem está em causa um mínimo de justiça social! Até nem está em causa saber como é que estes privilegiados , que-vão-ser-os-últimos-a-fazer-um-curso-com-mais-um-ano-do-que-os-outros-e-assim-ficar-muito-mais-super-hiper-bem-formados, vão obter o grau de Mestre (porque o Mestrado passará a ser obtido com um ano extra, para além dos quatro anos)... e porque ninguém sabe que raio vai ser de nós. Nem aqui, nem em faculdade alguma. Que se lixe, estes cinco anos que passaram já ninguém mos devolve.

 


Tags:

Marcos @ 19:29

Qui, 15/02/07

 

nao há mesmo almoços gratis na cobra-o-landia.. e sou a favor de atribir o grau de "urso maior" ao MTS.. a lei nao obriga mas nos fazemos o lindo favor de entregar.

Fevereiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
22
23

26
27
28


Arquivo de Ideias
Procurar ideias
 
blogs SAPO