CFL @ 00:03

Qui, 04/12/08

Por tudo o que ainda não te pude dizer, por tudo o que disse a mais. Pelos passeios na praia naquelas manhãs de sábado em que me levavas às cavalitas e me contavas histórias de Portugal, cheias de reis, rainhas e castelos. Pelas desilusões que me deste, pela desilusão que te causei. Pelas vezes em que me fizeste sentir orgulhosa por te ter e pelas vezes em que quis que não existisses. Por aquele bocadinho da minha infância em que foste o meu herói. Por esse bocadinho de personalidade que tu me deste. Por tudo de bom que partilhámos, por tudo o que nos afastou. Pela possibilidade que ainda posso ter de fazer tudo isto valer a pena... um pouco mais. Pai... por ti, por mim, por nós os dois... vou ser capaz de te dizer e mostrar que te amo.

 



Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
26

28
29
31


Arquivo de Ideias
Procurar ideias
 
blogs SAPO